Ficha Técnica

CEO / Digital Content Manager
Jorge Filipe Fresco

Cronista
Renato Costa

Fotografia
Patrícia L. Martins

Web Design & Development
Creatives – We Launch Brands

Top

Próximos Passos e Projetos

Quem tem acompanhado a mais recente atualidade na nossa Comunidade de CrossFit em Portugal sabe que temos estado um pouco mais presentes em vários projetos, a nível de comunicação, fotografia, edição, redes socais e marketing digital.

 

O Começo

Quando iniciei este projeto chamado #TOIMPROVEYOURSELF há aproximadamente três anos – em Agosto de 2017 – criei-o com um único tema base: a procura diária e constante da nossa própria melhor versão.

O que começou por ser um simples diário do meu percurso pelo CrossFit e a minha crescente paixão pela área que me deu um novo fôlego à vida, passou a uma marca que procura, trabalha e tenta fornecer a máxima qualidade em projetos que ajudam na divulgação e comunicação do nosso desporto para fora das nossas “caixas”.

Tal como este projeto, tal como o conhecimento do CrossFit em Portugal e no Mundo, eu também cresci enquanto profissional e ser humano. Por várias e diversas razões, como experiências e trabalhos realizados, por novos contactos e relações estabelecidas, por novas oportunidades, por quedas e alguns obstáculos também, mas assim é e sempre será a vida.

 

Diria que tudo começou no final do passado ano com a oportunidade que me foi entregue pelo meu treinador – Renato Costa – de tomar conta e ficar responsável pela comunicação, redes sociais e marketing digital da nossa programação de treino – RC Training. Projeto que abracei desde o primeiro dia, mas que já era paixão minha pela entrega que sei que o Renato tem aos seus atletas e por ter experienciado isso na primeira pessoa, como assim continuo.

O Renato só precisou de me dizer os objetivos que tinha para a programação e na minha cabeça comecei a projetar tudo, e só lhe disse: confia em mim. E assim continua a ser.

 

 

 

A procura por mais e melhor sempre foi o meu fio condutor, lado a lado com a procura de mais conhecimento.

Razão pela qual aproveitei a fase de quarentena e isolamento social e todo o tempo que tive livre para estudar mais sobre marketing digital – tendo concluído a certificação de marketing digital pela Google – e as suas aplicações no desporto, para assistir a cursos e vídeos online sobre fotografia e edição, para ver, interpretar e praticar estratégias, para conhecer players no mercado, falar e perceber as vias de entrada.

 

 

 

 

 

O Test Yourself Invitational e mais recentemente o Off Limits Invitational diria que foram o arranque, a materialização e a solidificação de um projeto e futuro no qual me revejo dia a após dia e que me enchem o peito de paixão. Resultados de convites que me foram dirigidos por grandes nomes que admiro e que olharam para mim com confiança para pegar em algo, dar-lhe “o meu toque” e entrega e impulsionar um todo.

O que veio nos dias seguintes, as mensagens, os comentários, os feedback’s – chamem-lhe reconhecimento, valorização ou seja o que for – apenas me deram mais força interna para perceber que seria isto que me completava, que me faltava. Se não fosse o vosso apoio, dos verdadeiros e poucos amigos e família, dos que acreditam e acreditaram desde o primeiro dia, nada teria chegado onde chegou.

E não escrevo isto com um tom de vangloriar, mas porque sei o trabalho e as subidas que tenho feito ao longo destes anos, o quantas pedras tive de partir – externa e internamente – para no fim do dia chegar e ler coisas como “parabéns por teres feito o que nunca ninguém fez”, “das melhores cenas que vi em Portugal”, “gostava mesmo que levasses isto para a frente” ou “por mais pessoas como tu que independente das críticas, abdica de tempo próprio em família ou em prol da sua profissão para fazer alguma coisa”.

 

 

 

 

 

E agora o Futuro.

No últimos meses, e muito alavancado pelos tempos que vivemos, tive de reaprender a levar as coisas de uma outra forma. Eventualmente na vida aprendemos que tudo – mas mesmo tudo – tem um propósito. Tenha eu estado mais ou menos condicionado e/ou disponível, tendo eu tomado boas ou menos boas decisões, tendo estado menos ou mais presente em várias situações e com as mais diversas pessoas, tudo é um processo e tudo culmina num resultado.

A própria roda até rolar teve que ser lapidada e aperfeiçoada pedaço a pedaço.

 

Espero que, como referi acima, este tenha sido o arranque. Quer se abram muitas portas, janelas, o que for, acho que revendo todo o meu percurso até então sempre fui muito paciente e não me dei por entregue ou derrotado por esperar mais ou menos tempo pela altura certa. Eu já o disse também, as coisas eventualmente acontecessem, e não tenho uma bola de cristal para o saber mas sei.

Da minha parte terão a minha total entrega e dedicação como sempre.

 

Curiosamente – ou não – ontem alguns minutos antes de entrar em direto na Off Limits CrossFit surgiu-me num mero zapping pelas histórias das redes sociais um texto queria referia as oitos lições que aprendemos demasiado tarde na vida:

  1. Pessoas importantes vão e vêm, e está tudo bem.
  2. A tua dieta não simplesmente o que tu comes.
  3. Vais ter que desiludir alguém para ser feliz.
  4. Nunca deixes a rejeição levar a auto-rejeição.
  5. Assume as tuas responsabilidades, assume o teu futuro.
  6. Qualidade acima de quantidade.
  7. Os “contos de fadas” vão deixar-te infeliz.
  8. A diversão é tua.

E com isto disse-vos, e disse-me tudo.

 

Olho para a frente e com vista a novos projetos – mas hoje e mais do que nunca – com os olhos e a alma recarregados de vontade de fazer acontecer e não de esperar que tudo surja do nada sem esforço ou trabalho árduo.

Porque efectivamente todos começamos do nada, mas nós não somos um produto de nada.

 

Partilha
Sem Comentários
Deixa o teu comentário
Nome*
Email*
Website